MENUMENU

Confira no ESACast o diálogo entre os presidentes da OAB-PR e da OAB-DF no novo episódio da série “Advocacia em transformação”

Mais um episódio da série de podcasts “Advocacia em transformação – o que vai mudar?” está disponível a partir desta segunda-feira (14/9), com uma conversa entre o presidente da OAB-PR, Cássio Telles, e o presidente da OAB-DF, Délio Lins e Silva Jr. Criada pela OAB Paraná para divulgar as reflexões dos dirigentes das demais seccionais da Ordem em diálogos como presidente Cássio Telles,  a série é disponibilizada no ESACast – canal de podcast da Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB Paraná. A primeira conversa foi ar em 1º de setembro e segue disponível no ESACast, onde ganhou o número de episódio 10. Nela, Telles conversou com o presidente da OAB Piauí, Celso Barros Neto.

A série busca trazer questões da advocacia a partir da visão dos presidentes das seccionais da Ordem. Em pauta estão o momento que a profissão atravessa, as transformações em curso e mudanças que estão por vir. “Délio Lins e Silva Júnior, convidado deste episódio, já foi conselheiro seccional, militou na comissão da advocacia iniciante, tem uma bonita trajetória na advocacia”, explica Telles na abertura do segundo episódio.

A área abrangida pela seccional – que reúne Brasília e suas cidades-satélite — tem 34 faculdades de Direito, o que Délio classifica como “um absurdo”. Com apenas 12 subseções, a seccional do Distrito Federal oferece 55 salas de apoio aos 46 mil advogados ativos. “Temos um diferencial em relação aos estados porque aqui ficam as agências regulatórias, os tribunais superiores. Por isso precisamos de salas de apoio também nesses locais”, citou ao traçar um quadro geral da seccional.

Grande parte dos processos que tramitam no Distrito Federal é digital. Durante a pandemia houve, inicialmente grande dificuldade com a expedição de alvarás. Isso foi superado e as sustentações orais, depois de um período de suspensão, têm sido feitas telepresencialmente, tendo sido superada a tentativa de que fossem gravadas. “Hoje a grande discussão é o retorno das atividades, algo que estamos pleiteando, obviamente com todos os cuidados sanitários. O TRT estipulou como prazo 15 dias após os números começarem a cair. Ou seja, não se sabe quando isso vai ocorrer. No TJ-DF tinham fixado datas, mas os números aumentaram no fim de agosto. Tenho brigado por uma forma segura de fazermos as audiências de instrução e de voltar à normalidade”, explicou.

Sobre a ampliação do uso de ferramentas tecnológicas no campo do Direito, Délio considera que as mudanças são inexoráveis e que, apesar das resistências, a pandemia mostrou que a automação veio para ficar. “Mas a Justiça tem de ser humana, ainda que que com auxílio da tecnologia. Nosso desafio é equilibrar”, ponderou.

A íntegra do diálogo entre Telles e Lins e Silva pode ser acompanhada no ESACast (episódio 11) pelo link disponível no site da OAB Paraná ou pelo SpotifyNesses canais, a série “Advocacia em transformação – o que vai mudar?”, está disponível a partir do programa 10.

Fonte: OAB/PR

Postado em: Notícias | Tags: Sem tags

© 2020 - OAB-PR - Coordenação de Informática - Todos os Direitos Reservados