MENUMENU

Academia Paranaense de Letras Jurídicas dá posse a sete membros

A OAB Paraná teve a honra de sediar na noite desta quarta-feira (21/3) a posse de sete integrantes da Academia Paranaense de Letras Jurídicas (APLJ) — Clayton de Albuquerque Maranhão, Eduardo Cambi, Egon Bockmann Moreira, Francisco Pinto Rabello Filho, Graciela Marins, Luiz Antonio Câmara e Rogéria Dotti. “Hoje, com sete operadores do Direito integrando nossos quadros, voltamos ao número original de 40 membros. Registro aqui os agradecimentos a Henrique Lenz César, idealizador da academia, a João Casillo, primeiro presidente, e a Albino Freire. A APJL, fundada no dia 4 de novembro de 1998, há quase 20 anos, também não teria cumprido sua missão sem o apoio que tem sempre recebido da OAB Paraná, da Escola Superior de Advocacia (ESA) e da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA)”, destacou Carlyle Popp, presidente da academia.

A coordenadora-geral da Escola Superior de Advocacia (ESA) da seccional, Graciela Marins, foi a oradora da turma de novos confrades. Tomada pela emoção, ela lembrou do pai, que esteve até no ano passado na mesma cadeira 33 agora por ela ocupada. Graciela abriu seu discurso com uma menção ao jurista Pontes de Miranda. “Não pode ser justo, ao aplicar o Direito, aquele que não o sabe”, citou. Em seguida, ao lembrar o valor da memória, fez um breve registro biográfico de cada um dos novos membros da academia e dos patronos e antecessores das cadeiras que passam a ocupar (veja lista abaixo). Ela também lembrou do importante papel que cabe à instituição diante do grande número de faculdades e da constatação de que “o Direito deteriora-se à velocidade da luz”.

Fonte: OAB/PR

Galeria completa: clique aqui

Postado em: Notícias | Tags: , , ,

© 2019 - OAB-PR - Coordenação de Informática - Todos os Direitos Reservados